Criptografando

Portal das Criptonotícias

Crimes com criptomoedas estarão na mira do serviço secreto dos EUA

Com tantos crimes com criptomoedas ocorrendo nos EUA e incomodando de fato do presidente Donald Trump. Então o serviço secreto entrará em ação.

Com a finalidade de interromper o uso desses ativos para financiar o terrorismo ou crimes financeiros. Trump liberou um valor de US$4,8 bilhões para 2021.

Afim de que possa ser realocado o serviço secreto para o departamento de tesouraria. Então o mesmo irá ter uma maior possibilidade de fiscalização.

Além disso, a função do serviço secreto será de combater qualquer crime que envolva criptomoedas, além de uso de tecnologias para crimes financeiros.

Trump e o difícil relacionamento com o Bitcoin

A relação de Trump com as criptomoedas não é tão agradável. Logo o presidente é contra o uso e em outros momentos já manifestou sua opinião.

Segundo ele qualquer ativo digital não é dinheiro de verdade e que o fato de não ter uma regulamentação, torna fácil o uso de criptomoedas por criminosos.

Portanto torna-se ainda mais claro o motivo para que o serviço secreto entre em ação e estabeleça uma fiscalização mais dura em relação ao Bitcoin e outras moedas.

Rede Blockchain é monitorada pelo governo norte-americano

Sobre as ações do serviço secreto em relação a criptomoedas pouco se sabe, já que ainda é uma proposta que só terá finalidade a partir do próximo ano.

Mas outro investimento por parte do governo para a fiscalização de ativos digital já vem sendo utilizado a um certo tempo, a Rede de Execução de Crimes Financeiros.

Assim essa mesma rede é responsável por investigar e controlar quaisquer atos de lavagem de dinheiro e qualquer violação de sigilo bancário de contas com ativos digitais.

Além disso, dentro desse programa já inclui um monitoramento mais completo da rede Blockchain, onde são investidos milhões de dólares do governo.

%d blogueiros gostam disto: