Exchanges Africanas: Qual a melhor?

Anúncios

Exchanges Africanas: Muitos acreditam no Brasil que o continente Africano ainda é pobre e sem recursos. Mas a realidade não é mais a mesma, muita coisa vem mudando.

Aliás, hoje o continente vem despertando interesse no mercado financeiro, que vê naquela região uma grande oportunidade de investimentos.

Do mesmo modo que o mercado de criptomoedas vê com bons olhos que África será um continente onde o crescimento de cripto ativos será significativamente notável.

No contexto de criptomoedas podemos citar o aumento de exchanges que estão se “deslocando” até o continente e lá realizando operações financeiras.

Portanto um grande avanço para um local antes miserável e agora com inúmeras oportunidades de crescimento. Conheça aqui a lista com as exchanges que operam no continente africano.

Anúncios

Local Bitcoins

Umas das principais exchanges africanas que atende no continente africano é a Local Bitcoins. Sendo considerada por muitos a melhor forma de se comprar Bitcoins.

Além disso essa exchange atende no continente todo através de seu site. Então caso você for de qualquer parte da África, poderá operar qualquer transação com criptomoedas.

O processo é bem simples, basta realizar um cadastro no site, clicando na seção “Register”. Onde será pedido apenas os dados como e-mail, nome completo e senha para acesso.

Concluindo o cadastro você já poderá comprar ou vender seus bitcoins ou quaisquer outra criptomoeda. Pois o site é bem simples e prático para qualquer transação.

Coinmama

Outra forma de comprar ou vender criptomoedas na África é através da exchange africana Coinmama. Por ela é possível negociar por decimais de BTC, sendo então um diferencial.

Contudo o cadastro nessa exchange é um pouco mais burocrático do que as demais, já que a mesma solicita alguns dados, confira quais são:

  • Passaporte
  • Endereço
  • Fotografia
  • Documentação pessoal

Desse modo sendo um empecilho, já que alguns pessoas tende a ter um certo receito na hora de informações dados pessoais.

Além disso, caso o usuário ainda queira utilizar essa corretora, após o cadastro deverá esperar um tempo para validação e confirmação de dados.

Binance

Considerada uma das mais conceituadas exchanges mundiais, a Binance também opera transações com cripto ativos e é mais uma das Exchanges Africanas.

Além disso, no final do ano passado, a empresa fez parceria com a Flutterwave para a criação de gateway de fiat para criptomoedas.

Desse modo facilitando o acesso da população africana para compra de criptomoedas e pares fiduciários das moedas digitais locais como o BTC/KES (xelim do Quênia).

O objetivo dessa parceria é preencher uma lacuna envolvendo criptomoedas e fiat. Além disso é tornar mais inclusivo o mercado financeiro de cripto ativos.

Contudo a empresa não está na África por caridade e sim por acreditar que esse continente possui possibilidade de altas rentabilidades.

Luno

A Luno é considera a principal exchange africana. Então, tanto na África do Sul como em todo o continente africano. Além de bater recorde em operações no ano de 2019.

Além disso, a própria exchange afirma que a África é o mercado mais forte e promissor para a Luno. Portanto demostrando ainda mais interesse na região.

A exchange da Luno foi idealizada por dois sul-africanos, Timothy Stranex e Marcus Swanepoel. Tendo apoio de grande grupo de internet global, o Naspers.

Desde a sua criação, em 2013, possui sede em Londres, mas opera suas transações em todo o continente africano.

Assim como opera transações com criptomoedas grandes como o BTC e o ETHER e também operando com pequenas e médias moedas.

Segundo o CEO da Luno, Marcus Swanepoel, quase todos os usuários da plataforma utilizam-se do Bitcoin com o objetivo de investimentos rentáveis.

Além disso, utilizam dessa moeda também para especulação. Enquanto uma pequena parte dos usuários utilizam-se da plataforma apenas para transações de cripto.

Exchanges Africanas: O continente africano é bem visto pelo mercado de criptomoedas?

Acima falamos a respeito das quatro principais exchanges que operam no continente africano. Então eis que surge a dúvida, por que a África é bem vista pelo mercado?

Pois bem, o mercado de criptomoedas vem notando um alto crescimento no interesse tanto pelo BTC como pelas demais moedas.

Certamente o mercado trará como principal benefício para a região um crescimento econômico positivo, diferentemente do mercado financeiro tradicional.

Além disso, por possuir uma moeda nacional volátil, as criptomoedas se tornam uma melhor e mais viável opção, seja para investir ou até como forma de pagamento (compras no exterior).

Outro fator a citar também é a falta de regulamentação, já que em todo o continente não possui leis que regulamentem de forma brusca o universo das criptomoedas.

Contudo o governo já vem estudando uma forma de regulamentar o mercado, devido ao risco de possíveis crimes envolvendo cripto ativos, como acontecem em outros continentes.

Equipe Cripto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: