Gasto duplo: Criptomoedas podem ser extintas

Anúncios

No passado houve diversas tentativas de se desenvolver uma forma de dinheiro eletrônico, mas as tentativas fracassaram quando esbarravam no problema do gasto duplo

Com o uso generalizado da internet, surgiu a necessidade de se virtualizar a moeda para facilitar as transações. Então um problema acompanha a virtualização do dinheiro, o problema do gasto duplo.

O que é o problema do gasto duplo?

O dinheiro virtual é apenas uma informação, então garantir que o dinheiro seja gasto uma única vez é um problema. Então muitas tentativas de se desenvolver uma moeda virtual fracassaram por não resolver este problema.

O dinheiro não poderia ser um arquivo de computador, porque nesse caso não há limite de cópias. Então um mecanismo para se evitar cópias ainda era algo impraticável de fazer.

Um método para se evitar cópias não foi possível, a solução foi desenvolvida em cima de uma moeda escritural. Então a moeda se torna um registro dentro de uma rede descentralizada de consenso distribuído.

Anúncios

O problema só veio a ser resolvido no Bitcoin através do Blockchain aplicando prova de trabalho para os registros. Então na regra de registro define escassez matemática para a oferta monetária evitando que novas unidades de Bitcoin sejam criadas do nada.

A base da solução encontrada está na forma com que a oferta monetária do Bitcoin é colocada em circulação. A escassez faz do Bitcoin uma moeda deflacionária, tema que gera divergências entre linhas diferentes de estudo da economia.

A moeda fiduciária também tem esse problema

Ao contrário do que se pensa, moedas fiduciárias também apresentam esse problema, mas apenas em um grau menor. A oferta monetária de moedas fiduciárias é definida por um ente centralizado sem qualquer limite.

Bancos também são entidades que criam dinheiro, o dinheiro dos correntistas não está na conta na verdade. Bancos operam com reserva fracionária, isso significa que apenas uma fração do dinheiro está realmente líquida no banco.

Se houver uma solicitação de saques acima da reserva fracionária, ocorre um fenômeno conhecido como corrida bancária. Se o Banco tiver passando por dificuldades, a oferta monetária é expandida criando dinheiro do nada.

Atualmente essa criação de dinheiro do nada é razoavelmente controlada, mas é conhecido de todos o problema da hiperinflação. Desde que historicamente o ouro deixou de ser a moeda corrente, o problema do gasto duplo existe.

A oferta monetária de uma moeda

A única forma genuína de resolver o problema do gasto duplo de uma moeda é a escassez. Então o problema do gasto duplo e o problema da emissão e circulação da oferta monetária, é, na prática, o mesmo problema.

E escassez da moeda pode ser material, como em moedas de ouro, ou matemática, como no caso do Bitcoin. Então o que faz uma moeda é a escassez, e não o lastro como muitos economistas afirmam.

Solução do problema

As propostas antigas de moedas digitais propõem um ente centralizado para liquidar as transações, como faz o banco central. Então estas moedas incorrem no mesmo problema das moedas fiduciárias.

No caso de moedas digitais privadas, ao se verificar o problema, simplesmente se abandona o uso livremente. Mas no caso das moedas fiduciárias não se tem essa liberdade porque são moedas de curso forçado, por isso ainda existem.

Mesmo no ouro o problema do gasto duplo não era totalmente resolvido, havia falsificações difíceis de detectar. Portanto se tornava caro verificar se uma moeda era verdadeira ou falsa.

Mais uma vez rastreamos a inserção de entres centralizados para fundir e cunhar oficialmente as moedas e barras de ouro. Bem, acontecia de se fundir moedas e cunhar novas com valor de face superior, uma espécie de falsificação oficial.

O Bitcoin não só resolve o problema do gasto duplo, como resolve melhor que o próprio ouro. É muito mais fácil verificar o hash de uma transação em Bitcoin que fazer testes com ouro para detectar falsificações.

Solução para o gasto duplo é essencial para qualquer moeda, e a melhor atualmente é a do Bitcoin. Portanto criptomoedas que não tenha uma regra clara de escassez e a própria moeda fiduciária tende a desaparecer.

Equipe Cripto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: