Porquê Warren Buffet não compra Bitcoin?

Anúncios

O grande investidor Warren Buffet que fez fortuna no mercado financeiro, se apresenta como descrente na tecnologia do Bitcoin

O crescimento da relevância do Bitcoin tem incomodado muita gente do mercado financeiro, uma delas é Warren Buffet. O megainvestidor deu algumas declarações públicas depreciativas à moeda.

Warren Buffet disse que o Bitcoin é um dispositivo de apostas e que é um ativo que não cria nada. Então com base em sua análise o investidor disse que as criptomoedas não terão final feliz.

Ele está errado sobre o Bitcoin?

Em suas declarações sobre o Bitcoin é visível o desconhecimento da proposta do Bitcoin. A proposta da tecnologia é simplesmente ser um sistema de pagamentos peer to peer.

O Bitcoin não é comparável à investimentos no mercado tradicional porque as propostas são diferentes. O preço ainda está sendo descoberto para ser usado como reserva de valor, unidade de conta e meio de troca.

Anúncios

Dólares são apenas papéis impressos cujo valor não tem qualquer fundamento. Ao contrário do Bitcoin que possui escassez matemática. Encontrar um Bitcoin é uma atividade custosa, ao contrário do dólar.

É verdade que há diversos golpes usando o nome do Bitcoin, muita gente perde dinheiro por não entender. Também aqueles que acreditam ema valorização extraordinária. Mas isso não tira o mérito da tecnologia.

A proposta do Bitcoin é ser moeda, e sua valorização é acompanhada de desvalorização da moeda estatal. Portanto é um grande inconveniente para os grandes investidores do mercado tradicional.

A relevância das suas declarações no mercado

Ouvindo as declarações de Warren Buffet a respeito do Bitcoin é de se supor que ele não compra. Bem, pelo menos o que ele diz, uma coisa é verdade, se Warren Buffet comprasse Bitcoins você não ficaria sabendo.

Uma declaração de Warren Buffet não é neutra no mercado, sua declaração reflete no preço do Bitcoin. Portanto se o investidor tivesse interesse na criptomoeda e declarasse isso publicamente, o preço subiria.

Incompatibilidade com o mercado financeiro

Os ativos no mercado tradicional são precificados com base no CAPM (Capital Asset Pricing Model). O atual modelo se baseia em dois índices, um índice da bolsa de valores na taxa básica de juros.

No Brasil o índice da bolsa de valores é o conhecido Ibovespa e a taxa básica de juros a taxa Selic. Então o preço de todos os ativos dentro do mercado brasileiro depende destes dois índices, inclusive os empréstimos subprime.

Análise fundamentalista é aplicada para avaliar qualitativamente o ativo para determinar se o preço faz sentido. Então é um método de análise que foi concebido para classes de ativos, ativos criptográficos não são abrangidos.

Os métodos de análise e precificação do mercado tradicional funcionam muito bem, mas para ativos do mercado tradicional. Portanto analisar o Bitcoin com base nos métodos do mercado tradicional não faz sentido.

A proposta dos criptoativos são variadas, em geral se propõem a evitar os custos de transação e de administração contratual. No caso do Bitcoin a proposta é muito simples, evitar intermediários em transações.

Métodos de análise de criptoativos ainda estão sendo desenvolvidos, a classe de ativos criptográficos é muito ampla. No caso do Bitcoin é mais adequado uma análise econômica com base na teoria monetária.

Equipe Cripto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: